quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Está tudo no Ovo.

Faze o que tu queres deverá ser a totalidade da Lei.

Devido as mais variadas perguntas que chegam até a mim sobre a Ordo Typhonis e a insistência de outras sobre A.’.A.’., resolvi elaborar esta Nota de maneira mais simples possível para abordar três básicos tópicos que abrangem as perguntas enviadas. Resolvi re-publicar aqui três respostas que estão na entrevista de Michael Staley, membro da Ordo Typhonis as quais sintetizaram muito claramente o tema. Esta entrevista foi publicada pela primeira vez em Braziliano-Português no meu Blog sobre Kenneth Grant. Confira acessando ao link: http://kennethgrant.blogspot.com.br/2013/02/o-mundo-tifoniano-de-kenneth-grant.html

Quero deixar claro que as impressões conferidas por mim nesse breve texto provêm de minha experiência e percepção do que sejam ambas. 

____________________________________ 

  • Michael colocou de uma forma objetiva e simples o que realmente é a Ordo Typhonis: Atualmente, a Ordem Tifoniana não está organizada em lojas, mas é composta de membros individuais em vários países ao redor do mundo”. Não há qualquer necessidade de fazer trabalho em grupo com o objetivo em formar pequenas Lojas para qualquer tipo de cerimônia ou ritual, ainda que haja alguns trabalhos em Londres uma formatação de grupo no sentido de práticas usando visualização criativa cuja via é a Imaginação.

  • Outra excelente abordagem de Michael é com referência ao "paramparā" (परम्परा), o que nos mostra a síntese da Corrente em sua "exteriorização" para mundo, ou seja, como a Corrente ou Consciência Cósmica se manifesta através da Consciência do Andarilho: “É tarefa de um sucessor desenvolver o trabalho de seu antecessor. No curso desse desenvolvimento, alguns elementos do trabalho anteriormente exercido são abandonados; inversamente, outras formas de abordagem podem ter sido abertas. Desta forma, existe um corpo vivo de trabalho, perpetuamente reconstruído, que é passado de adepto para adepto... Não há necessidade de cadeia formal de sucessão para que isso aconteça”.

  • Para finalizar, ele explica a não glamorização da vida de um Iniciado, esta naturalmente se torna cada vez mais simples, vivendo um dia por vez sem querer planejar um futuro: “Eu duvido que a minha vida seja muito diferente da de outras pessoas – dormir, comer, beber, socializar com outras pessoas, etc. A única diferença é que eu empreendo práticas mágicas e místicas, talvez esteja mais consciente dos padrões e sincronicidades. É uma questão difícil para eu responder, já que não divido minha vida em mágica e não mágica. Em minha opinião todos os eventos são cobrados com significado oracular, e tudo o que ocorre é parte de um padrão. Consciência cósmica, a lembrança de identidade cósmica, é sempre apenas um batimento cardíaco distante, nos fez saber disso. Andar em Hampstead Heath, ou alimentar o gato é tão mágico como convocar os servos de Belial”.

Se cada Andarilho pudesse entender em sua Essência essas três questões básicas, ou seja, como se trabalha magicamente e misticamente hoje, como a Corrente tem operado em sua Totalidade & que não há diferença entre uma coisa e outra coisa a não ser pela tendência a ação em compartimentar as coisas por meio do constructo mental & emocional do Andarilho que deve ser destilado intensamente e diariamente, não haveria tanta desilusão, decepção e conflitos de toda espécie como ocorre em vários grupos.

A.'.A.'. não é como as pessoas insistem achar que seja... Ela não opera como a grande maioria acha que trabalha... As pessoas infelizmente a vêem como num espelho, de forma totalmente inversa. Muitos, a grande maioria na verdade quer ser o Instrutor, Mestre, Guru e sei lá mais o quê de várias pessoas, e essas mesmas pessoas acabam se desviando de sua Iniciação porque acreditam que aquele Instrutor está fazendo a coisa certa. Posso dizer que a única salvaguarda deles é sua ASPIRAÇÃO.
Quanto aos que amam ser Instrutor e ter outros títulos, caso não consigam de modo algum trabalhar o seu Mental & Emocional, estarão certamente muito distantes de sua Quintessência. Sem esse trabalho de destilação das fraquezas e medos que compõem parte do Ego, o Andarilho não vai adiante, ainda que ele acredite piamente que esteja no caminho. 

A.'.A.'. É Invisível, É Sem Qualquer Palavra, É um Æon, mas para ter a percepção disso é necessária total rendição a Si-Mesmo e se fundir na Consciência Cósmica.

Atentem para uma única coisa: qualquer pessoa que realmente tenha se ligado ao Coração da Corrente deve entender que, independente da tradição, religião ou filosofia a qual pertença, seja do Oriente ou Ocidente, não foi por estas que tal pessoa chegou ao Centro e se tornou o próprio Centro, mas por sua Religiosidade, o que é infinitamente diferente daquilo que professam. No entanto, são poucos, pouquíssimos que chegam a A.'.A.'. ainda que nunca tenham ouvido falar Dela sob esta terminologia.

É muito fácil repetir o que se lê, é muito fácil dizer que alcançou isto ou aquilo, é facílimo MENTIR para si mesmo, mas não há como mentir para o Si-Mesmo, eis a diferença, uma vez que o Si-Mesmo é a Real Consciência do Andarilho. Não se pede instrução para entrar na A.'.A.'., JAMAIS... a visão de Crowley sobre a mesma foi uma vã tentativa em manifestá-la no plano físico e felizmente não há como nem mesmo tentar manifestá-la de alguma forma como vem ocorrendo desde seu tempo de vida. E ainda assim, as pessoas continuam insistindo nisso, "que sou da A.'.A.'.", "que a Santa Ordem me deu autoridade para...", "que o meu Instrutor é da Linhagem x, y ou z" e tantas outras afirmativas ou declarações sem sentido.

A.'.A.'. É Sutil, Ela É Contínua, Ela É um IMPULSO que surge do Coração da Corrente que possuiu, possui - e possuirá para sempre - muitos Nomes. Ela é o fluxo e o refluxo do Continuum da Vida & da Morte em sua Totalidade, ELA É O AMOR, simples assim. Aspiram mais? Então vocês NÃO aspiram A.'.A.'..

Não há lei além de Faze o que tu queres.

Está tudo no ovo.

Amor é a lei, amor sob vontade.

De um Andarilho a esmo... Tentando viver o seu dia-a-dia da maneira mais simples possível.  

©Texto por Cláudio César de Carvalho - 2014
SOCIEDADE LAMATRONIKA® - Todos os direitos reservados.

Nenhum comentário: